Entrevistado: Maria Gomes Assunto: Rodoviária é sucesso no trânsito como mo
Total de usuários: 1
Histórico de Perguntas:
Pergunta/comentário:

Como surgiu a ideia de ser motorista de ônibus? 
Resposta:

Sempre achei interessante a profissão. Gostava de ver meus colegas dirigindo. Eu já era cobradora, mas desejava o volante. Então decidi pela autoescola e consegui a carteira inicial. 
Pergunta/comentário:

Ao iniciar sua carreira como motorista o que mais lhe chamou a atenção? 
Resposta:

Os idosos. Gosto de ajudá-los e percebo que eles precisam do meu apoio. Me sinto útil, me pondo no lugar dos meus clientes. Desejo que eles sejam tratados como eu gostaria de ser. 
Pergunta/comentário:

Como é sua relação com os passageiros em geral, sabendo que o estresse é normal do dia-a-dia do rodoviário? 
Resposta:

Eu demonstro bastante tranquilidade ao dirigir, mostro que sei o que faço e eles ficam bem calmos comigo. Não tenho problemas com os usuários, pelo contrário, tenho boa relação com eles, o que facilita o meu trabalho e torna a viagem melhor. 
Pergunta/comentário:

Sendo a profissão de motorista de ônibus encarada pela sociedade como um ofício de homens como você convive com o preconceito? 
Resposta:

Em relação a meus colegas, nunca sofri preconceito. Demonstro para eles respeito e profissionalismo e sou respeitada. Quanto aos usuários as vezes ocorre de um não querer viajar no carro que dirijo porque não confia em mulher no volante, mas encaro isso com tranquilidade. É normal. Faz parte do pensamento da sociedade. Nós, mulheres, estamos conquistando o nosso espaço, que antes era destinado somente a eles, homens. Busco mostrar que ser motorista é ser correto, parceiro no trânsito e ter amor ao trabalho. 
Pergunta/comentário:

Qual seu maior objetivo como motorista? 
Resposta:

Meu objetivo é seguir mostrando a sociedade que as mulheres são capazes e tem força no trabalho. Estamos conquistando um novo espaço, que antes os homens não nos permitiam. Hoje, esse mesmo homem, está entendendo que a mulher é capaz e passa a dar seu apoio. 
Pergunta/comentário:

Sua família aceita sua escolha e lhe apoia na profissão ou há discriminação? 
Resposta:

Pelo contrário, elas, digo isso porque pertenço a uma família de muitas mulheres, têm muito orgulho de mim. Minhas irmãs adoram contar aos outros que eu sou motorista. Elas acham que tive muita coragem e determinação. Sou muito apoiada e respeitada na família. Nós mulheres somos capazes e temos o desejo de vencer e conquistar nosso espaço independente dos homens. 
Pergunta/comentário:

Qual sua maiordificuldade no trabalho? 
Resposta:

Não reclamo dos obstáculos e não acho que haja dificuldade que não possa ser superada com gentileza e respeito diante da sociedade. Busco fazer todos os dias o meu trabalho com muito amor e dedicação. Temos a obrigação de respeitar e ser respeitados. Cada um tem seu espaço. 
Pergunta/comentário:

Se um dia sua filha lhe dissesse que quer ser motorista, o que você faria, iria apoiar? 
Resposta:

Com certeza. Se ela demonstrar interesse darei todo meu apoio. Ainda não é o tempo, porque ela não tem idade, mas se um dia isso acontecer, com certeza, estarei ao lado dela.